Missão

O Padre  Zegrí, fundador da nossa Congregação, Irmãs Mercedárias da Caridade, impulsionado pelo espírito e pela urgência do amor de Cristo Redentor, entre os objetivos da Congregação ficou perfeitamente desde o princípio, que a instrução e a educação das crianças e jovens... Eram elementos importantíssimos de sua ação apostólica. A educação produz o bem-estar dos povos, da família e do indivíduo.

       “E educação produz o bem estar dos povos, das famílias e dos indivíduos; ela engendra o amor à pátria, impulsiona e fomenta o progresso moral e material da sociedade”. E mais:  “Só o ensino cristão pode cultivar o positivo bem estar, a verdadeira felicidade da sociedade, da família e dos indivíduos”.

      Ao longo de todos esses anos, e desde a sua fundação, a Congregação foi assumindo, sem abandonar suas peculiaridades, as diversas reformas educativas que tiveram lugar,, sobretudo no último quarto de século.          Como Escola Mercedária o ISA quer fomentar cada vez mais os valores evangélicos na formação de seus alunos e na educação acadêmica. Sonhamos com um mundo melhor proporcionado na busca constante da vivência desses valores na vida de nossos alunos.Como o próprio Rubem Alves escreveu:

       “ Sonho com uma escola em que se cultivem pelo menos três coisas.

       Primeiro, a sabedoria de viver juntos: o olhar manso, a paciência de ouvir, o prazer em cooperar. A sabedoria de viver juntos é a base de tudo o mais.

        Segundo, a arte de pensar porque é a partir dela que se constroem todos os saberes. Pensar é saber o que fazer com as informações. Informação sem pensamento é coisa morta. A arte de pensar tem a ver com um permanente espantar-se diante do assombro do mundo, fazer perguntas diante do desconhecido, não ter medo de errar, porque os saberes se encontram sempre depois de muitos erros.

       Terceiro, o prazer de ler. Jamais o hábito da leitura, porque o hábito pertence ao mundo dos deveres, dos automatismos: cotar as unhas, escovar os dentes, rezar de noite. Não hábito, mas leitura amorosa. Na leitura amorosa entramos em mundos desconhecidos e isso nos faz mais ricos interiormente. Quem aprendeu a amar os livros tem a chave do conhecimento.

       Mas essa escola não se constrói por meio de leis e parafernália tecnológica. De que vale uma cozinha dotada das panelas mais modernas se o cozinheiro não sabe cozinhar? É o cozinheiro que faz a comida boa mesmo em panela velha. O cozinheiro está para a comida boa da mesma forma como o educador está para o prazer de pensar e aprender. Sem o educador o sonho da escola não se realiza.

       A questão crucial da educação, portanto, é a formação do educador. “Como educar os educadores?”Unidos, escola e família podemos construir essa escola que sonhamos.

Parcerias

 

MAKERS SJ NOVO